Blog de utilidade pública - Incompetência Istmo-cervical

Oi, gente!!!
Que estranho esse título, não? Bem, hoje resolvi tansformar o blog em "utilidade pública", rsrs, afinal são 7 e pouco da manhã e eu já estou aqui pendurada na net.

Então, eu tenho esse problema aí no útero, sabe? e participo de uma comunidade no orkut sobre isso. A dona da comunidade disse que a gente não pode ficar só conversando ali sobre o caso, mas deve divulgar, pois muitas mulheres perdem inúmeras gestações por não saber que tem o problema.

O negócio é o seguinte: Normalmente o colo uterino fica grosso e fechadão durante toda a gestação. Isso é porque a gente anda em pé, e se não fosse assim o colo ia abrir e o neném cairia no chão. Por exemplo, a égua e a vaca não tem o colo fechado, porque andam na horizontal, então os filhotem não fazem peso sorbre ele. Pegou?

Acontece que, como eu, existem mulheres que tem uma malformação (0u pode ser adquirido), que faz o colo ficar flácido (já não bastam as outras coisas que ficam flácidas ao longo do tempo, aiai...), e ser incapaz de segurar o peso do bebê. E não estamos falando de 3 quilos, nem 2, nem 1. Geralmente as gestações são interrompidas nas 17, 18 semanas quando o guri não pesa nem 500 gramas. Na imagem abaixo mostra algumas formas do problema.
Achados Ecográficos :

O afunilamento da cérvix ocorre na forma de T, Y, V, U[11] (correlação entre o comprimento da cérvix e as mudanças no orifício interno do colo) fonte: www.centrus.com.br



E aí, não posso ser mãe, então? Errado. Mateus tá aí pra provar o contrário. Ele é meu filho, é a minha cara, não acham? quem disser que é a cara do Alan vou mandar pra potaqueopareo. Como eu não conseguia engravidar naturalmente, enquanto fazia tratamento, fiz uma histeroscopia e foi descoberto isso. Então, quando cheguei nas 13 semanas recomendadas, foi feita uma cerclagem. Putz, acreditam que não achei uma imagem pra ilustrar? Mas então, são pontos dados em torno do colo, pra poder ficar fechado. Mas, além do ponto tem que fazer repouso. Ficar deitada a maior parte do tempo.

Algumas mulheres tem graus maiores, outras menores de IIC (vou usar só a sigla a partir de agora, ok?). Não sei qual é o meu, mas sei que mantive repouso, porém morando no 5º andar sem elevador não dá, né... mesmo com esse "repouso", a bolsa rompeu com 28 semanas, e o resto você já sabe. Não sabe? No blog do Mateus eu explico tudo.

Mas por que eu resolvi escrever isso aqui? É porque eu sou uma sortuda de ter descoberto isso antes de engravidar, a maioria das mulheres só descobrem porque perdem 2, 3, 4 gestações. E isso é doloroso demais, ainda mais porque são gestações no 2º trimestre, já sabemos o sexo do bebê, já passou daquela fase crítica de abortos espontâneos, o bebê já está grandinho, formadinho, ele muitas vezes nasce vivo, e tem que ficar esperando pra morrer naturalmente. Gente, isso é muito cruel!!! como mudar isso?

Bem, primeiramente avisando às mulheres que isso pode ocorrer. Segundamente, fazendo medidas periódicas do colo do útero, principalmente entre 14 e 22 semanas, mais ou menos, essas medidas precisam ser bastante frequentes, o ideal seria semanalmente. Mas, claro, nisso gasta-se dinheiro, né... e se os planos de saúde ficam se amarrando pra liberar exames, imagina na rede pública? Bem, mas está aí minha contribuição. A IIC não tem sintomas, gente. Quando sente alguma coisa é porque o guri está saindo e aí já era. Vamos abrir os olhos, chorar a perda de um filho é algo que não se pode medir.

Divulguem essa informação. Beijocas!!!

Comentários

Eletrochave disse…
Seção Quebra-Galho: Aprenda já e de graça a consertar fechaduras e instalação elétrica em www.eletrochave.com.br

Postagens mais visitadas deste blog

Vamos lá...

Reforma, gripe e fim de ano.