Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2011

Olá!

Depois da greve, a vida continua. Trabalhando bastante, serviço acumulado, um cansaçozinho de inverno... e os problemas de sempre. Juro que às vezes gostaria de trabalhar num laboratório rebolando tubinhos de ensaio. No silêncio. Porque eu tenho dooois empregos, e todos os dois estão me cansando. Graças a Deus!

Eu gostaria de escrever uma lista de dicas para não se estressar no trabalho, mas neste momento não me vêm muitas à mente. Aliás, nenhuma. Aliás, eu gostaria de algumas dicas. Mas enfim, sigo em frente, como sempre segui. Com honestidade e seriedade. Não tenho os melhores empregos do mundo, mas tenho dois empregos. Todos os dias, de manhã, fico pensando se não tenho um motivo pra não ir trabalhar. E Deus me abençoa com uma saúde perfeita, um filho saudável, um marido maravilhoso. Então, ofereço a Deus o meu dia de trabalho e sigo nele até o fim. Para começar tudo de novo amanhã. Ai de mim se minha preguiça me governasse!

Bem, amigos, por hoje é só. Fiquem com Deus!

Sobre o fim da greve

E agora? devo me envergonhar? Devo baixar a cabeça diante dos que, desde o início, desacreditaram do movimento? Devo desacreditar definitivamente da educação pública? Respondo a mim mesma que não. Sinto vontade de abandonar isso de uma vez. Estudar, fazer concurso e sair da educação. Na verdade, vou tentar sim, mas trabalhando do jeito que tenho que trabalhar (e com o salário praticamente congelado), e tendo filho, não tenho tempo suficiente. Mas enquanto eu estiver nessa carreira ingrata (pra não usar palavras ruins), vou lutar com as minhas armas.

Não tenho do que me envergonhar. Sempre trabalhei honestamente, sempre fui coerente. Esse ano foi a primeira vez que fiz greve. Será a última? não sei, tenho um ano pra pensar. Fiz greve porque faço parte dessa categoria e acredito que, mesmo não concordando com algumas coisas, tenho que lutar junto. E se entrei, fui até o final. Assumi o risco de ter metade do meu salário cortado, mesmo endividada até o pescoço. E vi milhares de colegas fa…

Educação de Caxias em greve.

Imagem
Sou professora orientadora na rede municipal de Duque de Caxias, e estou em greve também. Hoje houve mais uma assembleia, na qual decidimos manter a greve. Por quê?
Porque a Prefeitura não tem nada de concreto a nos dizer sobre nossas reivindicações. Em reunião de negociação com representantes da categoria, não houve avanço.

O reajuste que nos oferece é de 5%, abaixo da inflação. Não tem respostas sólidas sobre obras de reformas nos prédios que caem aos pedaços, não há previsão para o concurso público, que é urgentíssimo, pois ainda há turmas em maio sem professores regentes. Insiste em dizer que a falta de materiais nas escolas está resolvido, mas nós que lá estamos sabemos que não.

Outro problema que sempre está em pauta é a falta de eleição direta para direção escolar, o que representa uma grande vergonha para nossa rede, pois com as indicações políticas, você pode imaginar os absurdos que acontecem. Os diretores têm que "rezar na cartilha" da prefeitura e do seu padrinho po…

Blogagem coletiva pela educação.

Imagem
Quem está cansado das políticas públicas para a Educação no Brasil, levanta a mão!


Convoco a todos para participar desta blogagem coletiva! Você está gostando da educação pública no Brasil? mesmo se seu filho não estuda ou você não trabalha nela, é afetado pela sua (falta de) qualidade. E não posso deixar de começar pelo vídeo mais comentado do momento, o desabafo da professora Amanda, do Rio Grande do Norte, que é, em resumo, um desabafo de todos nós.



A rede Municipal de Duque de Caxias está em greve há mais de uma semana, não por questões salariais apenas, mas por condições dignas de trabalho e respeito aos nossos alunos. Estou fazendo greve, pela primeira vez, confesso, mas não quero que seja "só mais uma greve anual caxiense". Quero que este país de uma vez por todas passe a dar a devida importância para sua educação e não coloque nas nossas costas (já pesadas) de educadores o fardo de consertar o Brasil.

Quem está comigo?

Contra a homofobia e pela coerência

Imagem
José Ricardo, meu filho, se vc quer ser chamado de Bianca na chamada pede pra sua mãe te matricular com o nome que vc gosta. E não, você não deve usar o banheiro feminino porque é biologicamente homem. Quanto a ser agredido, isso você não pode aceitar. Aquele menino mostrando soquinhos pra você é um babaca. E quem agride alguém por ser o que quer que seja, deve ser punido. Você deveria ir à delegacia prestar queixa de ameaça. E pedir ajuda aos amigos e professores da escola, para não ser xingado nem agredido. Contra a homofobia, a favor da coerência. E tenho dito.

Pela liberdade religiosa e contra a humanofobia.

Imagem
Acho que estamos perdendo o controle das coisas. A falta de respeito está geral, a discriminação acontece em todas as formas. As agressões estão sendo cometidas contra os seres humanos, e não só homossexuais, negros e pobres. E, mediante tamanha violência as pessoas reagem. E os legisladores, para não perderem seus votos, criam leis e mais leis, criminalizando isto e aquilo. Querem que tudo seja crime, a acaba que nada é respeitado.

Os negros são discriminados desde sempre. E, desde sempre, se fecha os olhos para isso. Hoje, por exemplo, li uma notícia no Jornal O Dia, falando que uma empresa de RH seleciona empregadas domésticas pela cor, ou melhor, pela "cútis". Racismo é crime, e deve ser combatido sempre. É inadmissível rejeitar uma pessoa por uma característica física. Na minha opinião, não foi só o negro que sofreram violência, mas o ser humano. O desrespeito com a pessoa humana está atingindo níveis inimagináveis. As pessoas sofrem e cometem agressões o tempo todo. Por…

O negativo.

Imagem
A Liga 10/05/2011. Assistam com atenção a parte logo após os quadrigêmeos.



Bem, como eu disse um post abaixo, eu quero ser mãe de novo. Tanto, que às vezes esqueço que já sou. Então olho pro meu filho lindo e agradeço a Deus por ter me dado ele. Por ter me dado meu positivo. Ouvir um "positivo, tá?" por telefone foi uma das coisas mais felizes da minha vida. Por que um positivo é tão importante? Qual o problema do negativo?

O negativo é mau. Sombrio. Doloroso. O negativo é escuro. O mundo silencia e você só pensa nele. Você só pensa: De novo, não! Eu acreditei tanto... eu tinha tanta certeza... eu estava tão enjoada... eu me esforcei tanto... eu gastei tanto... enfim. Você pensa que dessa vez havia algo diferente das outras vezes, até a hora de ver ou ouvir o resultado. Instantes antes, você desacredita e pensa: vai dar negativo de novo. Microinstantes antes, você acredita. Até que ele aparece de novo: o negativo. Quando você está sozinha, desaba, grita, briga com Deus, quebra…

Uma coisa de cada vez

Bem, eu não sei lidar com muitas informações ao mesmo tempo. E como também não sei gerenciar muito bem meu tempo, fico meio enrolada. Do que estou falando mesmo?!?

Resolvi abandonar parcialmente o orkut. Entro só pra ver se tem recado, e mandar recados para alguns amigos. Entrei de vez no tal do Facebook. Sabe que estou gostando? é realmente mais prático do que o orkut. Então, entro e sempre dou uma olhadinha no face, e com isso abandonei os blogs mais um pouco. É isso.

Eu gostaria muito de saber gerenciar melhor meu tempo e minhas ideias. Vou conseguir. Para o post não ser totalmente perdido, gostaria de compartilhar uma coisa com vocês, é o Programa Acesso, um programa de descontos em medicações para tratamento de fertilidade.

É que eu cismei que quero ter outro filho, e ainda não consegui. Acho que vou ter mesmo que fazer outro tratamento, e dando uma pesquisada na net, encontrei, ou melhor, reencontrei esse programa, pois já tinha visto antes, mas não tinha dado bola. É assim: Se a r…