Pela liberdade religiosa e contra a humanofobia.


Acho que estamos perdendo o controle das coisas. A falta de respeito está geral, a discriminação acontece em todas as formas. As agressões estão sendo cometidas contra os seres humanos, e não só homossexuais, negros e pobres. E, mediante tamanha violência as pessoas reagem. E os legisladores, para não perderem seus votos, criam leis e mais leis, criminalizando isto e aquilo. Querem que tudo seja crime, a acaba que nada é respeitado.

Os negros são discriminados desde sempre. E, desde sempre, se fecha os olhos para isso. Hoje, por exemplo, li uma notícia no Jornal O Dia, falando que uma empresa de RH seleciona empregadas domésticas pela cor, ou melhor, pela "cútis". Racismo é crime, e deve ser combatido sempre. É inadmissível rejeitar uma pessoa por uma característica física. Na minha opinião, não foi só o negro que sofreram violência, mas o ser humano. O desrespeito com a pessoa humana está atingindo níveis inimagináveis. As pessoas sofrem e cometem agressões o tempo todo. Por isso, este meu termo, humanofobia.

E a homofobia? Quanto mais se prega contra, mais aparecem agressões. Então, se criam leis criminalizando tudo. E se eu, por não ser homossexual e não concordar com o homossexualismo falar qualquer coisa contra, viro uma criminosa. E as gangues continuam sentando o cacete nos homossexuais, livremente. Vejam bem, pra mim, o gay e o hetero são seres humanos, e tem que ser respeitados. Não podem sofrer agressões, de qualquer forma.

Mas eu quero ter o direito de não concordar com o homossexualismo. De educar meu filho mostrando que isso não é natural, mas que ninguém deve discriminar ninguém. Que na vida, a gente faz escolhas e ninguém é obrigado a concordar.Quero ter o direito de transmitir a fé que recebi, e que diz que Deus nos fez homem e mulher, e que se completam. A mesma fé diz que Deus ama a todos, e que não faz distinção de pessoas. Por que posso dizer na Igreja que é errado cometer adultério, se existem religiões que pregam a poligamia, e não posso dizer que o homossexualismo é pecado? Qual o crime nisto, se todos nós somos pecadores, ora? Falar mal da vida alheia também é pecado, e eu vivo cometendo. Só que eu tenho a obrigação de tentar não mais cometer. Fora todos os outros, que é melhor nem entrar em detalhes... são doutrinas de fé.

Alguém vai lá dizer a alguma religião fundamentalista que eles estão cometendo crime de discriminação contra as mulheres ao obrigá-las a andar todas cobertas? ou ter casamentos arranjados? Ou ser praticamente escravas de seus maridos? ora, claro que não, é a religião deles! E se eu não concordo com isso, dou graças a Deus por não seguir aquela religião. Oi, simples assim. Mas as pessoas tem uma mania de quererem ser católicas. Escolham outra religião, ora bolas! Querem ser católicas (porque na Igreja católica a gente não é obrigada a andar de coque e vestidão, pode usar brinco e maquiagem e ninguém fica insistindo pra você dar o dízimo) e querem também transar antes do casamento, usar camisinha pra poder transar com todo mundo, fazer aborto e ser homo, bi, tri, tetra e pentassexual. Quer dar pra todo mundo? dê! quer abortar? aborte! quer transar com um homem e com uma mulher na hora que quiser? transe! agora não queira fazer tudo isso e dizer que é católico.

Você acredita e quer seguir Jesus Cristo? bem, antes disso, você precisa entender o que ele pregou. Eu é que não vou seguir alguém que eu nem conheço. E se você estudar a fundo vai perceber que "tudo me é lícito, mas nem tudo me convém". Eu fui educada na fé católica e, mesmo depois que cresci, percebi que é a minha fé. Que ser cristão não é fácil (como diria Padre Leo, deviam fazer uma camisa com os dizeres: "Não é Fácil!"), que a gente tem que passar pela porta estreita.

Aprendi que a gente tem uma vida aqui na terra, na qual nossa missão é servir a Deus evangelizando e ajudando os irmãos. Que se pode servir de várias formas, sendo religioso, padre, freira, consagrado ou formando uma família. Aprendi que, quando chamados ao matrimônio, a gente tem que ser fiel e nos oferecer a esta pessoa inteiramente depois do casamento. Aprendi também que Deus fez o homem para a mulher, e vice-versa. E não aprendi através de uma lista de proibições, mas através da pregação da Palavra de Deus e da congregação com meus irmãos. Aprendi que Jesus se deu na cruz, e que se deu como alimento a nós, no Pão e no Vinho, que são seu corpo e seu sangue. E em nenhum outro lugar eu vou me alimentar de Jesus Vivo presente na Sagrada Eucaristia, a não ser na Igreja Católica.

Você acredita no amor de Jesus, mas mesmo assim vive e quer continuar vivendo um relacionamento homossexual? Bem, ninguém pode te obrigar a desfazer isso. E se alguém o agredir fisica ou moralmente por isso, você não pode aceitar. Mas irmão (irmã), a fé católica não prega isso, e eu acredito na fé católica. Não posso dizer que sou mais santa que você. Muitos gays poderão ir pro céu e muitos que se dizem cristãos poderão ir pro inferno. Quem vai saber? Só Jesus conhece os corações! Deus o ama infinitamente, e está sempre de braços abertos a você. Mas por favor, meu querido, minha querida. Não tente mudar a Igreja. Abra o coração a Deus e deixe-o agir. Você não é obrigado a ser católico.

Comentários

Juliana disse…
Adorei seu post, parabéns !

Postagens mais visitadas deste blog

Vamos lá...

Reforma, gripe e fim de ano.